Menu

Transexual 'crucificada' na Parada Gay já gastou R$40 mil em cirurgias

A transexual que foi "crucificada" na Parada Gay de São Paulo deste ano, Viviany Beleboni, divulgou fotos suas aos 18 anos e revelou ao site 'Ego' que já gastou R$40 mil em cirurgias plásticas.

Transexual 'crucificada' na Parada Gay

 "Muitas pessoas, principalmente mulheres, têm me chamado de homem, me tratando no masculino querendo me ofender. Então quis divulgar essas fotos para dizer que tenho orgulho de ser uma transexual não operada", disse ao Ego.

Transexual 'crucificada' na Parada Gay já gastou R$40 mil em cirurgias

Na entrevista, Viviany contou que fez intervenções cirúrgicas que incluem silicone nos seios e no bumbum, rinoplastia, feminilização facial e aplicações de metacrilato para preenchimento facial. "Não sei quantas cirurgias tenho, mas já gastei quase 40 mil", disse. Sobre as reações das pessoas ao verem suas fotos de antes, a modelo diz que se diverte. "Acham que é meu irmão", contou.

Crucificação

A 19ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo gerou uma polêmica que tem dividido opiniões neste início de semana. Entre as diversas manifestações, uma chamou a atenção: a transexual Viviany Beleboni estava em cima de um trio elétrico crucificada, como Jesus Cristo, o que gerou críticas sobre um possível desrespeito ao cristianismo.

transexual Viviany Beleboni

O jogador Léo Moura, ex-Flamengo, foi um dos que criticou. "Que tristeza ver essa imagem! O que Jesus tem com isso? Quanto deboche! Quanta falta de respeito, meu Deus! Tenho muitos amigos gays, adoro todos e respeito a opção de cada um, não vamos generalizar, mas desrespeitar quem 'deu a vida por você' já passou dos limites! Muito triste isso... Onde vamos parar com isso? Quem fez isso trate de pedir perdão a Jesus...", escreveu o atleta em suas redes sociais. Ele foi batizado na Igreja Evangélica em 2012.

Outro a criticar foi o deputado Marco Feliciano, ligado à Assembleia de Deus. Ele escreveu no Instagram que são "imagens que chocam, agridem e machucam". O cantor gospel Thalles Roberto também se indignou. "Eles não sabem do que debocharam e do que fizeram! Que vocês recebem o JUÍZO pelo desrespeito", postou.

Viviany Beleboni

Viviany afirmou que o objetivo da encenação era chamar atenção para o sofrimento que os LGBTs passam em todo o Brasil. Ela desabafou nas redes sociais e disse que chegou a receber ameaças de morte, mas agradeceu o apoio que também recebeu. "Muito obrigada por todos os agradecimentos, porém o negócio está ficando sério, recebendo ligações de morte e agressões inúmeras em minhas fotos e por inbox", escreveu.


Sociais

Claudio Jesus

Bastidores e Fofokids: Blog de notícias, fofocas sobre celebridades, esportes e curiosidades, cultura e muito mais em um só lugar: então, curta na net.

Deixe seu Comentário:

0 comentários:

Deixe seu comentário, participe do blog!